Ponto de encontro dos Ciclídeo maníacos
Bem vindo ao Fórum Ciclídeos BR!

O verdadeiro ponto de encontro dos Ciclídeo Maníacos.

Para visualizar as novas mensagens, clique em Login.

Se ainda não é membro, Registre-se.
Publicidade
O aquário do trimestre

Última publicação
Filtragem no Aquário
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Comunitário de 240 L
Qui Jul 20, 2017 1:39 pm por SJorge

» 480 L Ciclídeos Africanos
Ter Jul 18, 2017 2:44 pm por SJorge

» Sobre: mudanças no Layout e super lotação!
Dom Jul 16, 2017 3:38 pm por Alexandre Krassuski

» Como eu faço as minhas TPAs
Sex Jul 14, 2017 8:10 pm por Alexandre Krassuski

» Flowerhorn, papagaios, oscar e red devil Todos juntos?
Sex Jun 30, 2017 8:29 pm por Alexandre Krassuski

» Dúvida Aquário 108 Litros
Qua Jun 21, 2017 6:23 pm por SJorge

» Apresentação
Dom Jun 18, 2017 1:28 am por Edson Fortini

» Comunitário Tanganyika 270l - Ajuda sobre fauna
Sab Jun 03, 2017 2:49 pm por portuga86

» Projeto Vuvuzela Tanganyika
Seg Maio 29, 2017 1:08 pm por Dionisio

Julho 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

Calendário Calendário

Foto-concurso
https://www.facebook.com/119534308159638/photos/a.188113827968352.38199.119534308159638/295078133938587/?type=1

http://www.youtube.com/user/CiclideosBR

Aragonita pedra alcalinizante

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Aragonita pedra alcalinizante

Mensagem por Daniel Pradella em Sex Out 07, 2011 12:34 am

No inicio das minhas montagem de aquas para Ciclideos Africanos, a minha dificuldade era o ph da água, que devia ser mantida acima de 7. Em busca de rochas alcalinizantes, a mais comum seria a Dolomita de fácil asseço em nosso comércio, porem esta de pouca eficiência, sabendo que as mais eficientes seriam Calcita e Aragonita .
Em pesquisas por imagem desta rocha, comecei associar com algum tipos de rocha de nossa região , porém, comerciantes de aquários justificarem que não seria a mesmo tipo de rocha, mas não dei por vencido, em pesquisas achei este texto.

QUANTO À ARAGONITA:

BREVE HISTÓRICO:

Corresponde a uma substância mineral carbonatada, encontrada em Aragon, Espanha, em 1775 – portanto – daí sua denominação.

Em dado momento, devido à descoberta de grandes jazidas de aragonita, uma certa cidade da Sicília, em forma de homenagem, denominação Aragona recebeu.

Em países como México, Paquistão, Estados Unidos, etc – também tal minério pode vir a ser encontrado.

No Brasil, a aragonita presente está em drusas dos minérios auríferos das minas de Morro Vermelho e da Passagem; e em veios nos micaxistos de Antônio Pereira e arredores de Ouro Preto, Minas Gerais. No estado do Rio Grande do Sul encontrada é na cidade de Caxias do Sul. Comento, também, como sítio geológico e paleontológico brasileiro – onde encontramos camadas aragoníticas do período Pré-cambriano – o de Inhaúma, Minas Gerais. Outro sítio geológico e paleontológico brasileiro, onde formações de tal mineral possam vir a ser observadas, corresponde ao “Carste e cavernas do Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR)”, sul do Estado de São Paulo.

ALGUNS DADOS TÉCNICOS:

a) Fórmula, composição: Carbonato de cálcio (CaCo3; 56% CaO + 43% CO2) e polimorfa com relação à calcita.

É a aragonita membro principal do Grupo Aragonita, sendo a segunda mais comum polimorfa de natural carbonato de cálcio (A calcita é a primeira).

b) Brilho vítreo.

c) Coloração: Incolor, branca, freqüentemente manchada, pintada por cores variadas – devido a impurezas – como azul, verde, violeta, vermelho, marrom, etc. (Transparente a translúcida).

Observação: Cito – portanto – algumas variedades de aragonita, “Plumbian Aragonite” (aragonita + chumbo), “Strontian Aragonite” (aragonita + estrôncio), “Zeiringite” (aragonita + auricalcita).

RESPECTIVAS FOTOGRAFIAS:

http://www.mindat.org/picshow.php?id=803

http://mineral.galleries.com/minerals/c ... rontia.jpg

http://www.tucsonshow.com/reports/tucson2001/p2.shtml

d) Veios: Incolores/brancos.

e) Dureza = 3,5 - 4; Densidade medida = 2,947 g/cm³; Densidade calculada = 2.944 g/cm3..

f) Carbonato calcário cristalizável no sistema ortorrômbico (prisma reto de base retangular). Classe - Bipiramidal rômbica.

Alguns hábitos de cristalização: Bipiramidal acicular (em forma de agulha), tabular (que tende a dividir-se em finos fragmentos achatados); geminados (duplicados); pseudo-hexagonais.

g) Clivagem imperfeita.

Observação: Clivagem significa a propriedade que possuem certos minerais em dividirem-se mais facilmente segundo determinados planos ou direções; linhas paralelas, por onde um mineral fende-se com mais facilidade. A clivagem relação encontra com o retículo do cristal, propriedade de coesão dos átomos. Na pendência da facilidade com que um cristal pode vir a ser clivado, possível será a distinção entre uma clivagem muito perfeita, perfeita e imperfeita. Algumas gemas não se clivam (quartzo).

h) Quanto à análise geológica, cito alguns exemplos: A aragonita pode vir a ser encontrada em jazidos de minério de ferro, recebendo, então, a denominação de “Flor de Ferro”; sob forma de veios; em tufos calcários resultantes dos depósitos formados pelas águas salinas; ligada a camadas de gipso, em fontes termais; em cavernas calcárias sob a forma de Espeleotemas [Ornamentos, formações elaboradas gota a gota, através dos séculos. Os espeleotemas podem apresentar-se sob diversas formas: Estalactites (no teto), Estalagmites (no chão), como Muralhas, Colunas (forma gerada pela união de uma estalactite com uma estalagmite. Também conhecida como Pilar), Cortinas (forma ondulada, semelhante a uma cortina, gerada pela união de estalactites), Espatites, Anthodites (flores), etc]; como um substituto mineral em vários tipos de rochas...

Observação: Da associação de calcita e aragonita ocorre, freqüentemente, e a partir de estalactites, os crescimentos secundários de pequenas flores de aragonita.

INSIRO O ENDEREÇO DE UMA FOTOGRAFIA CORRESPONDENTE A UMA FLOR DE ARAGONITA:

http://www.visiteachapada.hpg.ig.com.br ... gonita.htm

ONDE MAIS PODEMOS VIR A ENCONTRAR FORMAÇÕES ARAGONÍTICAS?

Posso citar alguns exemplos:

A) Os Corais exibem uma variedade de formas, desde grandes massas incrustantes a ramificadas ou hemisféricas. A maioria dos Corais paleozóicos, aparentemente, secretaram esqueletos carbonatados; ao contrário, os Corais pós-paleozóicos secretam um esqueleto aragonítico.

Os Corais fósseis interpretados são como animais marinhos, mais abundantes em mares carbonatados superficiais de águas claras, e contribuidores para a formação dos arrecifes.

Os Corais dividem-se em três grupos taxonômicos: Hydrozoa, Scyphozoa e Anthozoa.

Desses, somente o grupo dos Anthozoa secreta esqueleto calcário que se preserva no estado fóssil, e divide-se em: Octacoralia: Esse grupo é raro no registro fóssil. Zoantharia: Esse é o grupo mais comum. Os zoantários são de composição aragonítica, e dividem-se em 4 grupos: Tabulata: Correspondem a Corais coloniais que existem desde o período Cambriano até a época Recente. Rugosa: São solitários e coloniais que existem desde o período Ordoviciano até o período Permiano (tetraexacorales). Heterocoralia: São solitários e existiram somente no período Carbonífero. Scleractina: São solitários e coloniais, e existem desde o período Triássico até a época Recente (Hexacorais).

A parede calcária dos Corais consiste de muitos cristais independentes, de aragonita ou calcita, com conteúdo alto em magnésio.

B) Os Briozoários [ramo de pequenos animais de organização inferior, individuais (zoários) que sempre se agrupam em colônias], apresentam esqueletos calcários exibidos em uma ampla variedade de formas. Os Briozoários calcários recentes são marinhos. A maioria dos Briozoários paleozóicos, presumivelmente, possuíram esqueletos calcários. Os grupos pós-paleozóicos podem estar constituídos de calcita, de aragonita, e de mescla de calcita e aragonita.

Os Briozoários podem dividir-se em dois grupos: 1) Entoprocta: Ausentes de partes duras, não se preservando como fósseis. 2) Ectoprocta: Compostos por carbonato de cálcio de baixo conteúdo em magnésio. Têm existido desde o período Ordoviciano superior, até a época Recente.

C) No Brasil, a análise dos depósitos de carbonatos, de origem algal, demonstrara que os bancos de nódulos calcários compostos primariamente são por carbonatos de cálcio e magnésio, sendo que o teor de cálcio, calculado como Ca2+, variável é entre 25-33%, e que o de magnésio, calculado como Mg2+, variável é entre 1,7-3,3%. O material algal é composto em sua maior parte por cristais de cálcio sob a forma de calcita, enquanto que a aragonita ocorre na proporção de 10-15% do peso úmido (Bluden et al., 1997).

D) "Scaphopoda”, uma das Classes mais primitivas do Phylum Mollusca, apresenta animais cujas conchas alongadas formadas são exclusivamente por aragonita.

E) As areias de praias, compostas são por mesclas de grãos originários de diversas fontes. As praias de areias amarelas formadas são, principalmente, por grãos de minerais de silicatos (entre os mais abundantes estão o quartzo e o feldspato). Outros minerais presentes são o ferro [como a hematita (Fe2O3)], a magnetita, a ilmenita e outros óxidos de metais. As praias possuidoras de altos conteúdos de areias derivadas de rochas vulcânicas basálticas tendem por virem a ser escuras. As praias de areias brancas possuem um alto conteúdo de grãos de carbonato de cálcio. As formas de cristais de carbonato encontrados nessas praias são os de calcita e os de aragonita. A maioria dos grãos dessas areias, fragmentos são de conchas de caracóis e esqueletos de corais. Portanto, não correspondem a produtos da erosão terrestre, como os materiais mencionados anteriormente.

Observação: Os minerais presentes nas areias têm em comum vir a serem praticamente insolúveis em água. Todavia, são os cristais de carbonato de cálcio nela solúveis; contudo, e devido ao fato de nossas águas praianas estarem tão saturadas desse composto, não os dissolverão rapidamente.

F) Os Eunicemorfos (poliquetos de boca armada) possuem o aparato maxilar constituído por uma mandíbula e uma série de maxilas (cuja função é a de morder ou raspar, consistindo de várias placas conectadas entre si por ligamentos; essas placas têm um número variado de dentes, os quais podem ser curtos e sem ponta, ou compridos e curvos como presas) - estruturas mineralizadas principalmente com aragonita ou calcita.

G) Quanto às conchas: Correspondem a uma carapaça que cobre os corpos de alguns moluscos e consistem, principalmente, de carbonato de cálcio, seja calcita ou aragonita.

H) As pérolas produzidas pelas ostras compostas são de nácar, que por sua vez contém principalmente carbonato de cálcio (na forma de aragonita) e uma substância orgânica córnea (a conchiolina), que atua como cimentadora dos microcristais depositados concentricamente.

OUTROS DADOS TÉCNICOS ENVOLVENDO ARAGONITA:

Os depósitos sedimentares originados de organismos aquáticos são denominados por vaza.

VAZAS BIOGÊNICAS são compostas por esqueletos e testas calcárias (mais do que 30% do total com relação ao peso) e silicosas de organismos marinhos planctônicos.

Esses organismos renovam sua cobertura carbonática durante todo o seu período de vida, e – desta forma – produzem sedimentos mesmo sem vir a morrerem.

A grande maioria dos organismos vive aos 100 metros superiores aos da coluna d'água.

Os esqueletos e testas, ou parte desses, transformados em sedimentos, sofrem deterioração, ao migrarem para o fundo, devido ao aumento de pressão, à diminuição de temperatura e ao aumento do teor de gás carbônico.

A partir de uma determinada profundidade, denominada por profundidade de compensação, o carbonato de cálcio não se acumulará, devido à igualdade entre suprimento mineral e dissolução.

Sendo assim, a composição das vazas afetada é pela profundidade.

No Oceano Atlântico, a aragonita possui uma profundidade de compensação em torno de 1500 metros, enquanto a profundidade de compensação da calcita é de aproximadamente 5000 metros.

Observação: Conforme análises de sondagens do chamado “Deep Sea Drilling Project”, a posição da profundidade de compensação tem, com o tempo, sofrido variações. Estariam essas relacionadas a alterações do padrão de circulação oceânica; à abertura e fechamento de comunicações entre bacias oceânicas; ao congelamento das águas superficiais em altas latitudes; às variações do nível do mar (Tucker, 1990).

Desculpe não ter a procedência deste texto.
Se algo estiver irregular, podemos deletalo.
Estou sem condições de faser fotos no momento , amanhã colocarei as imagens.

avatar
Daniel Pradella
Pseudotropheus demasoni
Pseudotropheus demasoni

Mensagens : 110
Data de inscrição : 22/09/2011
Localização : Caxias do Sul

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aragonita pedra alcalinizante

Mensagem por leticia pereira em Sex Nov 11, 2011 3:13 am

muito bom !

avatar
leticia pereira
Astronotus ocelattus
Astronotus ocelattus

Mensagens : 578
Data de inscrição : 08/09/2011
Idade : 21
Localização : RJ

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/profile.php?id=100001729411116

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aragonita pedra alcalinizante

Mensagem por jonas carvalho em Qua Fev 05, 2014 3:18 pm

puxa, super técnico. parabens
avatar
jonas carvalho
Alevino
Alevino

Mensagens : 6
Data de inscrição : 16/07/2012
Idade : 55
Localização : tres rios rj

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aragonita pedra alcalinizante

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum