Ponto de encontro dos Ciclídeo maníacos
Bem vindo ao Fórum Ciclídeos BR!

O verdadeiro ponto de encontro dos Ciclídeo Maníacos.

Para visualizar as novas mensagens, clique em Login.

Se ainda não é membro, Registre-se.
Publicidade
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Pa2
O aquário do trimestre

Última publicação
Filtragem no Aquário Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 7859883130_ed2db6cbc8
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» #7 - Aquarismo sem mi-mi-mi! Seu peixe é muito agressivo?
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] EmptyDom Set 03, 2017 7:56 pm por Alexandre Krassuski

» Comunitário de 240 L
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] EmptyQui Jul 20, 2017 1:39 pm por SJorge

» 480 L Ciclídeos Africanos
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] EmptyTer Jul 18, 2017 2:44 pm por SJorge

» Sobre: mudanças no Layout e super lotação!
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] EmptyDom Jul 16, 2017 3:38 pm por Alexandre Krassuski

» Como eu faço as minhas TPAs
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] EmptySex Jul 14, 2017 8:10 pm por Alexandre Krassuski

» Flowerhorn, papagaios, oscar e red devil Todos juntos?
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] EmptySex Jun 30, 2017 8:29 pm por Alexandre Krassuski

» Dúvida Aquário 108 Litros
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] EmptyQua Jun 21, 2017 6:23 pm por SJorge

» Apresentação
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] EmptyDom Jun 18, 2017 1:28 am por Edson Fortini

» Comunitário Tanganyika 270l - Ajuda sobre fauna
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] EmptySab Jun 03, 2017 2:49 pm por portuga86

Dezembro 2019
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário Calendário

Foto-concurso
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Panor_mica+(1)
https://www.facebook.com/119534308159638/photos/a.188113827968352.38199.119534308159638/295078133938587/?type=1

https://www.youtube.com/user/CiclideosBR

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Sex Dez 19, 2014 11:10 am

Olá Pessoal!
 
Hoje resolvi apresentar a vocês o meu novo projeto. Depois de passar um tempo com tanganyikas, novamente decidi por voltar à essas águas, e dessa vez com algo mais específico e melhor... com espécies que à tempos sou apaixonado (amores antigos rsrs). Depois dos africanos, a américa do sul é minha segunda casa no hobby e portanto aqui estou e dessa vez pra manter o aquário com maior efetividade e satisfação.
Então... os protagonistas do aquário, se tratando de ciclídeos, são uma espécie que à muito tempo tentei conseguir e dessa vez a escolha foi acertada. Os demais companheiros de tanque são complemento para o presente habitat que providenciei a eles e, para minha maior surpresa, também consegui uma espécies de Characiformes que à anos (coisa de 3-4 anos) procuro para criar.
 
Enfim, o aquário trata-se de um biótopo. Um aquário que, fiz questão de enfatizar o maior número possível de especificações, deixando-o, na medida do possível, o mais característico possível do local/região escolhido para a montagem. Espero que gostem e acompanhem. Com muita satisfação vou apresentar meu pedacinho de aquário.
Aqui o Setup do aquário:

Título do Aquário:
Rio Urubaxi – Um Pedaço do Amazônia

Biótopo/Tema Inspirador:
Rio Urubaxi /Bacia Amazônica

Tamanho do Aquário: (60x40x50)

Comprimento: 60cm
Largura: 40cm
Altura: 50cm

Volume Bruto/Útil:
120ts/100lts

Filtração:
Sump - 45x35x40 com Bomba Sarlo Better SB1000 (1000L/h)
Biomídias Siporax Mini, Ista Quartzite Glass, Hagen, Fluval e Miracle Baby;

Turfa de Casca de Coco;
Troncos e Galhos de Aroeira;
Argila expandida;
Aquecimento:
Termostato Minjiang 200w

Alimentação:
Tetra Color Bits, Tetra Color Flakes, Tropical D-Allio Plus Ganulat, Tropical Supervit Flakes, Tropical Cichlid Granules. Alimentos Vivos regularmente.

(NLS Cichlid, Sera Granugreen, em pasta para futuros alevinos)

Fundo:
Papel Cartolina Preto (ainda à inserir)

Iluminação:
Calha com 2 lâmpadas fluorescentes de 15w brancas

Futuramente:
2 T8 de 15w (Branca e Azul)

Substrato:

5kg de Substrato Fértil Plant Active;
5kg de Terra Vegetal Ducampo;
3kg de Areia de Construção pré-lavada.

Decoração:
Troncos e Raízes de Aroeira;

Casca de Coco;
Galhos e Folhagens de plantas frutíferas cítricas diversas, devidamente tratados (ainda a inserir)

Parâmetros da Água:
pH: 6.6 (intenção é de 6.2 ou 6.4)

Amônia - 0,00 ppm
Nitrito - 0,00 ppm
Nitrato – 12 mg/l

dH: 1
Temperatura:
27 - 30ºC


Plantas:
Nymphaea Rubra;

Cabomba Caroliniana;
Bacopa Caroliniana;
Echinodorus Rubra;
Echinodorus Amazonicus;
Echinodorus macrophyllus;
Hydrocotile Leococephala;
Valisnéria Americana;
Ceratophyllum Demersum;
 
Futuramente:
Pistia Stratoides; Salvinia sp;


Peixes/Animais:
2 Apistogramma Hippolytae “wild” Rio Negro/Urubaxi (casal)

10 Paracheirodon Axeroldi “wild” Rio Negro
6 Poecilocharax Weitzmani
1 Bunocephalus Caracoideus
5 otocinclus vestitus

Informações Adicionais:
TPA's de 10% semanais.

 
Os Characiformes presentes nessa montagem são simbólicos ao biótopo, considerando que a espécie P. Weitzmani foi adquirida proveniente de criação em cativeiro e o P. Axeroldi é capturado, mas não tem exata população de coleta. Mas ambas espécies  são nativos desse mesmo afluente.
Aproveito também para informar que, apesar de não fazer parte do endemismo da flora, algumas plantas cosmopolitas são presentes nesse afluente, sendo assim, contribuinte para a variedade da flora inserida no aquário. Presença de M. Tuberculatas em todo aquário e sump contribuindo com bom equilíbrio biológico do aquário.

Os otocinclus e o bunocephalus, apesar de não serem nativos do rio urubaxi, estão dentro de um mesmo ecossistema, e correspondem ao mesmo biótopo, sendo exceção apenas na questão de natividade nesse rio.


Bem, por hora é isso que se consegue. Tenho ainda um  material à relatar sobre o rio, a bacia hidrográfica amazônica e seus afluentes, para enfim chegar a apresentar o aquário a todos vocês. Os peixes já nadam por aqui à 1 mês aproximadamente... fotos virão só para o ano que vem (risos).


Abraço... comentem! very good


Última edição por Emerson Souza Santos em Ter Maio 19, 2015 7:27 pm, editado 4 vez(es) (Razão : atualizar o tópico)

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Wladimyr em Sex Dez 19, 2014 1:30 pm

Uau!!! sem fotos já é tortura ein!

Acompanhando!

[]s

_________________
---------------------------------------------------
------------Meu Aquário de Oscares------------
---------------------------------------------------
----Criação de Caramujos e Lebistes----------
---------------------------------------------------
Wladimyr
Wladimyr
Moderador
Moderador

Mensagens : 3255
Data de inscrição : 25/10/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Alex Mendes em Sex Dez 19, 2014 10:55 pm

Wladimyr escreveu:Uau!!! sem fotos já é tortura ein!

Acompanhando!

[]s
+1
Tortura mesmo, isso não se faz......hehe.
Alex Mendes
Alex Mendes
Astronotus ocelattus
Astronotus ocelattus

Mensagens : 693
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 43
Localização : São Rafael, SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Edson Paveloski Junior em Sab Dez 20, 2014 7:01 pm

Kkkkk

_________________
Edson Paveloski Junior

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Misterb
Edson Paveloski Junior
Edson Paveloski Junior
Administrador
Administrador

Mensagens : 2436
Data de inscrição : 19/08/2011
Idade : 30
Localização : Jandira-SP

http://www.ciclideosbr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Wagner Castro em Sab Dez 20, 2014 10:52 pm

Parabéns,
se o tópico parar aqui já aprendi algumas coisas


Última edição por Wagner Castro em Sab Dez 20, 2014 10:54 pm, editado 1 vez(es) (Razão : mensagen enviada 3 x)
Wagner Castro
Wagner Castro
Amphilophus labiatus
Amphilophus labiatus

Mensagens : 340
Data de inscrição : 13/12/2013
Idade : 38
Localização : ITU, SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Seg Dez 22, 2014 12:42 pm

Olá pessoal!


Obrigado desde já aos que até acompanham e fico feliz de estar contribuindo com nosso aprendizado, afinal, aqui aprendo com vocês também.


Bom, seguindo a linha do biótopo, minha intenção é apresentar a vocês, um resumo da bacia amazônica, do Rio Negro e posteriormente, especificações do Rio Urubaxi.


Aqui vamos nós... Bacia amazônica!


A Bacia Amazônica

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 29mkftz
Vizualização hidrográfica

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Sf8dj6
Biótopo sub-dividido dentro do complexo da bacia amazônica.

A bacia do Rio Amazonas envolve todo o conjunto de recursos hídricos que convergem para o rio Amazonas. Essa Bacia Hidrográfica faz parte da região hidrográfica do Amazonas, uma das doze regiões hidrográficas do território brasileiro. Com o clima tropical e subtropical,
A bacia amazônica abrange uma área de 7 milhões de quilômetros quadrados, compreendendo terras de vários países da América do Sul (Peru, Colômbia,Equador, Venezuela, Guiana, Suriname, Bolívia e Brasil). É a maior bacia fluvial do mundo. O Rio Amazonas tem mais de 7 Mil afluentes, e possui 25 mil quilômetros de vias navegáveis.
De sua área total, cerca de 3,89 milhões de km² encontram-se no Brasil, ou seja, 45% do país, abrangendo os estados do Acre, Amazonas, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Pará e Amapá.
A Bacia Amazônica representa 1/5 da água derramada no oceano por todos os rios do planeta.
A bacia amazônica é formada pelo rio Amazonas e seus afluentes. Estes estão situados nos dois hemisférios (no hemisfério norte e no hemisfério sul) e, devido a esse fato, o rio Amazonas tem dois períodos de chuvas, pois a época das chuvas é diferente no hemisfério norte e no hemisfério sul.


Bacia Amazônica em época de estiagem
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Xf0qbn

Bacia Amazônica em época de cheias
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] X0tudj



O Rio Amazonas nasce na cordilheira dos Andes, no Peru. Possui 6.868 km, sendo que 3.165 km estão em território brasileiro. Sua vazão média é da ordem de 109.000 m³/s e 290.000 m³/s na estação de chuvas. É um rio típico de planície, ele e muitos de seus afluentes são navegáveis, o que é muito importante para a população da Amazônia, que se serve do rio como meio de locomoção.
O rio é divido em três partes:
· ainda nos países andinos, é chamado de rio Marañón
· ao entrar no Brasil, é chamado de rio Solimões
· ao receber as águas do rio Negro passa a ser chamado de rio Amazonas
Seus divisores de águas são:
· Escudo das Guianas, ao norte.
· Andes, a oeste.
· Escudo Brasileiro, ao sul.
 


O Rio Negro
Visualização hidrográfica do rio negro dentro da bacia amazônica
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] O6ejjs

O rio negro
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 2hdnsd3



O rio Negro é o maior afluente da margem esquerda do Rio Amazonas, na Amazônia, na América do Sul. É o mais extenso rio de água negra do mundo, e o segundo maior em volume de água — atrás somente do Amazonas, o qual ajuda a formar. Tem sua origem entre as bacias do rio Orinoco e Amazônica. Conecta-se com o Orinoco através do canal de Casiquiare. Na Colômbia, onde tem a sua nascente, é chamado de rio Guaianía. Seus principais afluentes são o Rio Branco e o rio Vaupés. Disputa ser o começo do rio Orinoco junto com o rio Guaviare. Drena a região leste dos Andes na Colômbia. Após passar por Manaus, une-se ao Rio Solimões e, a partir dessa união, este último passa a chamar-se rio Amazonas.
O maior rio de águas pretas do mundo, o Rio Negro fornece cerca de 14% da vazão média anual na Amazônia, perdendo apenas para a Madeira. Embora não seja tão turva e da Amazônia ou da Madeira, a água desses afluentes principais é barrenta na época das cheias. Os sedimentos são visíveis 200 km a jusante da confluência com o Negro. A água do Rio Negro é extremamente pobre em conteúdo mineral, com condutividade um preço tão baixo quanto 8 uS, e é extremamente ácida, com pH variando de 2,9-4,2.  As cabeceiras do Negro se originam no sopé da Cordilheira dos Andes. Nos alcances superiores a estação das cheias ocorre entre maio e setembro, com pico em julho. Flutuações do nível da água no curso inferior são ditadas mais pelo rio Amazonas, e ocorrem mais cedo. Aqui, a estação das cheias vai de fevereiro a julho, com os níveis de água pico em junho. As flutuações do rio médias anuais variam entre 4-5 m no curso superior e 10 m no curso inferior. Estima-se que uma área de 30,000 km 2 na bacia do Negro são inundadas sazonalmente entre 4-8 meses do ano. As maiores planícies de inundação ocorrer ao longo dos afluentes da margem direita, bem como entre a rede de ilhas ao longo do médio e baixo Negro.
 
O rio Negro é navegável por 720 quilômetros acima de sua foz e pode chegar a ter um mínimo de 1 metro de profundidade em tempo de seca, com muitos bancos de areia e outras dificuldades menores. Na estação das chuvas, transborda, inundando as regiões ribeirinhas em distâncias que vão de 32 km até 640 km.
 
Todos os rios da Bacia Amazônica sofrem o mesmo fenômeno de subidas e baixas em seus níveis, comandados pelos dois maiores rios: o Rio Negro e o Rio Solimões (que, ao se encontrarem, abaixo da cidade de Manaus, formam o Rio Amazonas).
Os principais afluentes pela margem esquerda são:
· Rio Padauri
· Rio Demeni
· Rio Jaçari
· Rio Branco
· Rio Jauaperi
· Rio Camamanau
Os principais afluentes pela margem direita são:
· Rio Içanã
· Rio Uaupés
· Rio Curicuriati
· Rio Caurés
· Rio Unini
· Rio Jaú

Encontro das Águas

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 2mm7191

pray pray pray



O rio Negro protagoniza, junto ao Rio Solimões, um dos mais belos eventos da natureza: o encontro das águas negras do primeiro com as águas barrentas do segundo. O fenômeno acontece praticamente em frente à cidade de Manaus.






Enfim, por ora é isso. Breve virá as especificações do Rio URubaxi para depois apresentar o aquário e os peixes!


Abraço... comentem very good


Última edição por Emerson Souza Santos em Seg Dez 22, 2014 12:54 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Reajustar tamanho das imagens)

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Lucas Duarte em Seg Dez 22, 2014 5:52 pm

Belas informações amigo, fico no aguardo das imagens.



Grande abraço.
Lucas Duarte
Lucas Duarte
Moderador
Moderador

Mensagens : 4698
Data de inscrição : 15/09/2012
Idade : 38
Localização : Taubaté / SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Alex Mendes em Seg Dez 22, 2014 10:13 pm

pray pray pray
Eita aula de Geografia.....cheio de detalhes.....show.

MASSS............

Falta as fotos......kkkkk.
Alex Mendes
Alex Mendes
Astronotus ocelattus
Astronotus ocelattus

Mensagens : 693
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 43
Localização : São Rafael, SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Ter Dez 23, 2014 12:30 pm

Obrigado amigos!

Ainda tem mais umas coisas à apresentar... caso estejam gostando do conteúdo, tem mais material sobre o rio urubaxi, a ficha técnica da espécie e depois disso, ai sím virão as fotos do aquário   Laughing.

Se tratando de uma primeira experiência com biótopo, quis fazer direito e contribuir ao máximo, com informações... e olha que são poucas em vista de outros afluentes, as informações do Urubaxi, mas está dentro do esperado, creio eu.

Abraço!

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Ter Dez 23, 2014 5:02 pm

Olá Pessoal!

Segue a continuidade do material referente ao biótopo em desenvolvimento. Agora um pouco sobre o Rio Urubaxi.


O Rio Urubaxi
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 20b07xx



Igarapé do Rio Urubaxi
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 33ygh3r



O Rio Urubaxi (Ou Rio Jurubaxy, Rio Urubaxy, Rio Urubucaxi) é um afluente pouco destacado entre as demais distribuições das águas do rio negro. O Urubaxi é destacado a esquerda do rio negro (mas especificamente no baixo rio negro), na região amazônica, com 154 pés acima do nível do mar. Considerado por um simples córrego, o Urubaxi tem cerca de 250Km navegáveis, e diversos igarapés que formam no decorrer dessa extensão. A localização é perfeita para abrigar espécies, conhecidas no hobby pois o rio não possui povoações em suas margens.  A cidade mais próxima, com mais de 50.000 habitantes, leva mais de 07hs de transporte até o local. Com povos isolados de comunidades indígenas (Maku Nadebes) entre o rio Uneiuxi e o afluente em destaque, O Urubaxi tem uma função interessante. Ele separa os municípios de Barcelos (AM) e Santa Isabel do Rio Negro (também AM), ficando a primeira do seu lado esquerdo e a, consecutivamente a outra cidade a direta. A localização é litoral ou perto de uma grande massa de água.


Comunidade Indígena (Nadebes)
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 2uq20jk



Rio Urubaxi separando Barcelos e Santa Isabel do Rio Negro
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Rknbdv





O Urubaxi possui condições hidrológicas diretamente ligadas as condições climáticas do alto rio negro, sendo esse a sua maior influência hidro química. Entretanto, as escalas em range, dos parâmetros do Rio Urubaxi, se enquadra diretamente a semelhança e encaixe as escalas hidro químicas do Rio Negro. Sendo assim, o Rio Negro tem:
pH: 4.0 a 5.2 nas regiões de caatinga (campina) e isso se mantém em diversos (quase todos) afluentes por conta da ausência de sais solúveis, especialmente em cálcio. Alguns rios provenientes de nascentes montanhosas, possuem maior concentração de sais minerais, influenciando diretamente no valor de pH, aumentando consideravelmente (valor de pH podendo chegar a 7.4 na bacia amazônica, e valores maiores para rios fora da bacia amazônica). Entretanto, estamos falando de um afluente que nasce a margem esquerda do Rio Negro (seguindo o sentido de subida do rio, ao olhar o mapa), onde ele é proveniente de regiões alagadiças e charcos, contribuindo para conclusão cientifica com base em estudos que, esse rio é pobre em nutrientes minerais e rico em compostos orgânicos húmicos. Nos períodos chamados de “Cheias” onde há muito temporal e chuvas na região, o afluente em questão pode subir cerca de 883km2, formando entre as florestas e igarapés do seu fluxo, os chamados igapós. Os parâmetros químicos do Rio Urubaxi não diferem tanto do Rio Negro (principal emissor da corrente de água do afluente em questão)


O Rio Urubaxi tem os seguintes parâmetros:
pH – 4.0 a 5.5
Amônia (NH+4): 0.17 mg/l
Amônia Kjeld (N-kj): Mg/l 1.46
Condutibilidade Elétrica: K20=uS/cm (16.54)
Temperatura: 20 a 28ºC
Cálcio (Ca): mg/l 0.00
Magnésio (Mg): mg/l 0.36
Sulfato (SO42-): Mg/l 4.00
Cloreto (Cl-1): Mg/l 2.84
Fósforo Total (P): Mg/l 0.00
Potássio (K): Mg/l 0.76
Manganês (Mn): Mg/l 0.00
Sódio (Na): Mg/l 2.92
Ferro Solúvel (Fe): mg/l 0.50
Ferro Total (Fe): mg/l 0.54
Ferro Complexado (Fe): mg/l 0.04
Material Húmico: Mg/l 28.00
Sílica Como Silicatos: Mg/l 4.59
Alumínio Total (Al): Mg/l 0.34
Cor (tingimento da água): Mg/Pto/L 114.00
 
Com 250km de extensão e águas calmas (água com correnteza lenta em sua maioria), esse rio contém um alto índice de pescadores esportivos e comerciários (mais da primeira categoria). 


Pescaria no Rio Urubaxi
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Zofjbr



Cichla Temensis é a espécie de maior foco nesse rio
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] F1frqp









O Rio Urubaxi Tem aproximadamente uma média de profundidade variável em sua extensão de até 29mts. Esse afluente tem uma elevação arredondada de forma limitada elevando-se acima do terreno circundante, com relevo local de menos de 300m. O Urubaxi tem um clima úmido e setembro é, em média, o mês com mais sol. As chuvas e outras precipitações tem nenhum mês pico distinto, mas tudo permanece em sua formalidade natural, e mesmo com esse período com maior sol, o clima se mantém úmido. A área de terra não é cultivada, a maior parte da vegetação natural ainda está intacta. O clima é classificado como húmido-tropical (sem estação seca), com uma floresta úmida tropical. O solo da área é rico em acrisolo, ali solos, Plintos solos (ac), solo ácido, com enriquecida com argila inferior horizonte e baixa saturação de bases.




O Urubaxi, dentre diversos afluentes, possui um destaque maior ao nível elevado (comparado aos demais afluentes do Rio negro) de Sódio (2.92mg/l) e Cloreto (2.84mg/l), e esses volumes alto desses sais se concentram na época em que o rio está com baixo nível de água. Também contém uma quantidade considerável de solo húmus no seu nivelamento do fundo do rio , sendo que, no período chuvoso, contribui para liberação e concentração de substâncias coloridas (taninos e outras substâncias húmicas) deixando regiões próximas da margem, com charcos e alagamentos. Portanto, o aumento de compostos orgânicos do solo e respectivos elementos da flora, contribuem para o escurecimento da água.
Algumas das plantas encontradas na Amazônia (no contexto geral hidrográfico) são:


Montrichardia linifera,
Mauritia flexuosa,
Hymenachne amplexicaulis,
Paspalum repens,
Mauritiella armata,
Bactris acanthocarpa,
Ludwigia sedoides,
Pachira aquatica,
Eichhornia azurea,
Eichhornia crassipes,
Pistia stratiotes,
Utricularia foliosa,
Salvinia auriculata,
Salvinia molesta,
Salvinia oblongifolia,
Cabomba caroliniana,
Bacopa sp.,
Ceratopteris pteridoides,
Heteranthera reniformis,
Nymphaea mexicana,
Nymphaea caerulea,
Nymphaea alba,
Nymphaea rubra,
Nymphaea sp.,
Neptunia oleracea,
Cyperus giganteus,
Victoria amazonica,
hydrocotyle leucocephala




São apenas alguns nomes da diversidade de plantas existente nesse ecossistema, excluindo da lista, as plantas cosmopolitas presentes nessas águas. Contando com toda essa informação, acredita-se que as plantas mais presentes no Rio Urubaxi são:
Nymphaeas sp., Cyperus sp., Salvinias sp., Cabomba sp., Bacopa sp., Echinodorus sp.,Victória sp., entre outras endêmicas e não endêmicas, baseando-se em fotografias de capturas das espécies viventes nesse rio, assim como imagens dos peixes em seu ciclo de vida selvagem nesse afluente.
 
E mais uma consideração a fazer é que, o nascer do sol de hoje ocorre em torno de 6:07hs e o pôr do sol é de cerca de 6:16hs (Fuso Horário – América/Boa Vista UTC / GMT-4), e em época em que há alteração para horário de verão, o sol nasce as 07:49 e se põe as 19:57 no horário local (Fuso Horário – América/Boa Vista UTC / GMT-4).

Um vídeo de um barco transitando na calmaria do Rio Urubaxi
Barco Transitando no Rio Urubaxi



Bom galera, é isso... fiquem a vontade e comentem! 


Abraço


Última edição por Emerson Souza Santos em Ter Dez 23, 2014 5:06 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Corrigir postagem)

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Alexandre Krassuski em Qua Dez 24, 2014 3:50 pm

Caramba Emerson! Parabéns Cara!
Excelente estudo, material muito bacana mesmo! Obrigado por compartilhar conosco! Adorei ver o vídeo do barco navegando no Urubaxi! Fantástico! Isso explica as características químicas da água ser tão ácida  (rica em compostos orgânicos húmicos).
Estamos aguardando as fotos da sua montagem. Com certeza seu aquário está show!
Um abraço!
Alexandre Krassuski
Alexandre Krassuski
Amphilophus labiatus
Amphilophus labiatus

Mensagens : 301
Data de inscrição : 12/09/2013
Idade : 44
Localização : São Bernardo do Campo - SP (Brasil)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Qua Dez 24, 2014 5:50 pm

Obrigado Alexandre!

Fico feliz de estar contribuindo com nosso aprendizado, pois todo esse estudo de biótopo tem contribuído muito para meu conhecimento também.

A minha montagem vai ter fotos em breve, mas permita-me apresentar a espécie voces, seguido de um relato.

Apistogramma Hippolytae
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 1j56pg

Dentro da diversidade de espécies desse gênero, aqui está mais umas das belas espécies dos apistogrammas. Descoberta por Kullander (1982), Sua etimologia tem origem do grego. O Hippolytae vem de Hypólita que era rainha do Amazonas na mitologia grega, fundando a cidade/estado de Themyscira na Ásia Menor.

Nome Científico: Apistogramma Hippolytae

Nome Popular: O mesmo nome do científico.
Sinônimos: A. sp. Zweipunkt, A. sp. Two Spot, A. sp. Zweifleck.

Familia: Cichlidae

Distribuição: América do Sul. Bacia do Rio Amazonas, no meio da drenagem do Rio Negro (próximo a “boca” dos rios Urubaxi e Daraá). Na parte superior do Rio Negro, na bacia do Rio Banco. Em pequenos afluentes do Rio Solimões, perto da cidade brasileira de Manaus, no lago Manacapuru, Amanã e Urini, Rio Tefé e alguns afluentes do Rio Negro e seus cursos de água.

pH: 4.0 - 7.0
dH: 1 – 10
Temperatura: 23 à 30ºC

Tamanho máximo da espécie: 7cm para ambos os sexos.

Expectativa de vida: Cerca de 5 anos em média.

Sociabilidade: Tem um comportamento intra espécie, bastante agressivo, principalmente entre machos. Conseguem viver em grandes grupos ou haréns, dominados por um único macho e não costumam tolerar congêneres num mesmo aquário, assim como na natureza, dificilmente são encontrados com outras espécies de apistogramma. Além de viver em pequenos grupos, também vivem bem em pares, sem tanto aborrecimento se o casal estiver em plena harmonia de formação reprodutiva. Com outras espécies são bastante pacíficos, só importunando-as, na época reprodutiva.

Manutenção: Média

Zona do aquário: Vive em água extremamente ácida e macia, geralmente cerca de 30 cm, em relação ao leito do rio, onde se forma um leito de folhas. Geralmente o fundo e a meia água. Mas preferencialmente, ficam ao substrato assim como os gêneros dos “filtradores de areia”. Adoram vasculhar e “filtrar” a areia do aquário, pois descendem dos Geophaginae, e apreciam isso da mesma forma que os ciclídeos com esses hábitos.

Aquário mínimo: A partir de 50lts (60*30*30) dá para manter um par. E se tratando de uma espécie poligâmica, de comportamento patriarcal, haréns são melhores opções para os que querem conhecer o comportamento dessa espécie. Um aquário com 70lts ou mais (60cm de frente) já chega para um trio. Isso porque assim também o macho distribui seu comportamento agressivo em mais de uma fêmea, deixando a montagem equilibrada.

Alimentação: Assim como os demais apistogrammas, essa espécie também aprecia e tem como essencial, a dieta com inclusão de alimentos vivos. Artêmias, Daphnias, Microvermes, entre outros, são muito bem aceitos por eles. No entanto, costumam comer sem nenhuma dificuldade (no caso dos criados em cativeiro), alimentos comercializados, como flocos, granulados e sticks. Alguma matéria vegetal também seria interessante na dieta desses pequenos. Em exemplares “wild”, a dificuldade para alimentos secos pode acontecer. É necessário algum tipo de experiência para “acostumar” o peixe a comer alimentos secos e complementar a dieta.

Características: Moderadamente longo e relativamente alto corpo. Com base de cores se concentram ao cinza claro, e formam uma acentuação de cor amarela no decorrer da adaptação ao aquário. Possuem uma mancha no pedúnculo caudal que vai de fora à fora em suas bases superiores e inferiores. Possuem uma mancha preta lateral, na parte da terceira faixa vertical, e essa mancha, somente aos A. Hippolytae, possui um contorno cor de pérola. A mancha também é maior do que as demais espécies do complexo em que ele faz parte. Essa mancha dá início na risca horizontal (geralmente presente nos peixes em estado de stress) e termina nas bases da nadadeira dorsal.
São de um tom amarelo e verde oliva, e as cores vão se acentuando a medida que se adaptam ao aquário e vão atingindo maior atividade e maturidade sexual. O macho costuma mostrar tons de azul turquesa em suas nadadeiras, e próximo a região ventral, quando bem habituado no aquário. A barbatana caudal é arredondada, embora em alguns casos excepcionais, os machos têm a nadadeira ligeiramente truncada, principalmente nos machos.  Possui semelhança de listras verticais nela. Ao fim da nadadeira dorsal, há um contorno de tonalidade vermelha em ambos os espécimes.  Possui também, uma mancha que sempre aparece na região das guelras, muito parecida com um opérculo (presente em algumas espécies) e é ela quem determina os nomes derivados da espécie, destacados no começo da ficha como nomes sinônimos.

Reprodução: São ovíparos, como as demais espécies do gênero. O Apistogramma Hippolytae, a par dos outros pequenos anões, são relativamente fáceis de reproduzir, no entanto, têm alguns requisitos, para se ter sucesso. O mais importante será um aquário no mínimo 60x30x30, um aquário bem plantado e com esconderijos. Vão apreciar águas bastante macia e mole para evoluir e ter uma expectativa de qualidade de vida da prole em maior escala. Entretanto, os peixes criados em cativeiro podem aceitar águas mais moderadas.
As fêmeas adultas podem colocar mais de 250 ovos de vermelho, dependendo da temperatura da água entre o período entre 36 a 96 horas, enquanto que a fase larval dura a partir do quinto ao oitavo dia. Filhotes, ao nadar livremente, aceitarão nauplios de artêmia recém eclodidos e rações específicas para alevinos como alimento. Rações trituradas também são aceitas e, matéria em decomposição também são fontes de nutrientes para os alevinos (folhas secas em decomposição, por exemplo). Atingem a maturidade sexual no sexto mês de vida, quando eles terão cerca de três centímetros de comprimento. 

Outras informações: Essa espécie é caracterizada dentro do complexo Steindachneri. Considerado um dos grupos mais primitivos do gênero apistogramma, esse grupo possui apenas 3 espécies divulgadas cientificamente e outras ainda em avaliativa científica para comprovação de endemismo e semelhança genética. As espécies destacadas como definidas são:
A. Steindachneri; A Rupununi; A. Hippolytae.
As espécies em avaliação de confirmação genética até o momento são:
Sp. Rio Negro;
Sp. Rio Preto de Candeias;
Cf. Rupununi Rio Anauá;
Cf. Rupununi Rio Siapa;
Sp. Zwielfleck;
Sp. Zwielpunkt; (two spot)
Levando em consideração que algumas nomenclaturas usadas, são vítimas de equívocos do hobby, alguns desses nomes não passam de termos considerado “modinha” afim de complicar ainda mais a definição da espécie, ou por muitas vezes, significar o expressivo de uma espécie já divulgada (o caso dos dois últimos nomes, pois se refere, provavelmente à espécie da ficha técnica)

Apistogramma hippolytae ser confundido com A. steindachneri e A. Rupununi (juntamente com A. sp "Rio Preto” e a A. sp. “Rio Preto de  Candeias”) do complexo steindachneri, do qual faz parte.  A. steindachneri serão distinguidos pela sua marca ou ponto de lateral, uma vez que este é pequeno e "triangular", e machos possuem nadadeira caudal em forma de lira. A espécie mais semelhante é a A. Rupununi, com o qual as diferenças são mínimas, no entanto pode ser visto comparando os machos e fêmeas adultos, ou bem habituados, de ambas as espécies.
O A. Rupununi, na parte superior do caudal têm uma pequena extensão em forma de ponta. Outro fato é que, a mancha preta presente na lateral dos Rupununi, não tem contorno de cor qualquer, sendo uma mancha uniforme em questão de cor, e sua mancha não chega a tocar as bases da nadadeira dorsal. E em A. Hippolytae, a mancha possui o contorno e termina nas bases da nadadeira dorsal.
Um fato interessante é que, essa espécie vive em condições de águas bem mole e ácida, com coloração escura, mas dentro de um padrão genético muito símile aos seus congêneres, se adapta à um range de parametrização mais elevado às condições naturais de alguns afluentes onde é nativa.

Agora vou compartilhar com voces uma ótima notícia... hoje, ao chegar do serviço, depois de me alimentar, fui ao aquário dar uma "espiada" daquela que nós aquaristas fazemos por horas hehehe , pois bem... a femea sempre tem ficado a direita do aquário, já o macho dominava mais o lado esquerdo e a região central do aquário.

Sempre tiveram cortejos encantadores de se ver, desde que chegaram por essas bandas, mas hoje, quando sentei de frente ao aquário para ver os bichos... o macho estava a direita e a femea à esquera.  Shocked

Me surpreendi, pois, naturalmente ela já o enfrentava quando o bicho vinha cortejar ela em excesso, mas dessa vez ela quem vinha atrás dele com nível de agressividade diferente, e os dois com cores muito fortes e diferentes da que se via no dia dia... daí suspeitei e estava certo, depois de umas carreiras atrás do macho, ela correu pra dentro de uma fenda existente dentro do tronco (com uns 4cm de profundidade que cabe uns dedos de largura e lá entrou). 

Por ser muito escuro o local onde ela estava e de difícil vizualização, liguei a lanterna do celular e apontei lá na fenda... e lá está... uma boa quantidade de ovos guardados pela dona do aquário.  pray pray pray

Experiencia única para mim presenciar algo tão diferente do que tinha visto antes, pois a femea é extremamente cuidadosa e força o macho a ser o mesmo nível de cautela que ela. Pois era isso que vinha a dizer à voces!

O mais interessante é que o casal é "wild", e não imaginei que a desova viria tão cedo. Espero que venha o sucesso dessa primeira postura também.


Vejam o que acham desses pequenos, mas encantadores Apistogrammas... depois dessas delongas, vou providenciar as fotos do aquário e das espécies presentes aqui. Comentem! very good  

Abraço

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Alexandre Krassuski em Qua Dez 24, 2014 6:04 pm

C-A-R-A-M-B-A! Que belo presente de Natal meu amigo!
Para um aquarista, esse é o melhor presente de todos! IUuuUUUuPiiiIIiiii! Realmente Papail Noel existe!
Posta uma fotos, logo meu amigo! Coloca umas fotos para a galera!
Parabéns vovô! Felicidades para seus netos!
Que eles tenham uma vida longa e saudável!
Um abraço e feliz Natal! gole
Alexandre Krassuski
Alexandre Krassuski
Amphilophus labiatus
Amphilophus labiatus

Mensagens : 301
Data de inscrição : 12/09/2013
Idade : 44
Localização : São Bernardo do Campo - SP (Brasil)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Seg Dez 29, 2014 1:51 pm

Obrigado Alexandre!

Algumas fotos já tirei, só vou precisar de tempo para postá-las, pois só consigo fazer upload em casa das imagens.

Mas tô feliz com a primeira postura e espero que essa seja de sucesso.

Abraço

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Qui Jan 08, 2015 1:00 am

Olá pessoal!

Bora fazer isso funcionar...  play, aqui ficam algumas fotos (não das melhores, pois não sei tirar fotos) que tirei antes de findar o ano. Espero que gostem.

Um pouco do layout... 
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Ofod1t
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 2wpi8ow
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 2cxb2ao

Agora vamos a turminha... o casal de A. Hippolytae
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 52nfif

femea de A. Hippolytae
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 33y2tjr
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 2ce6a7n
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Xmsief

O macho A. Hippolytae
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 29bo6mt
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 30xfz4m
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 8wihaf

Os inquietos do aquário... P. Axeroldi
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 21111s7

P. Weitzmani
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Ehhzc2
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 1enndt

O. Vestistus
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 2s1b0g3

O único que não consigo fotografar, até porque está minúsculo (tem 2cm), vive enterrado e só soube que estava vivo ontem porque vi ele nadando a hora que liga a luz do aquário é o B. Caracoideus.

Aqui fica mais uma geral do aquário! Percebam... essas fotos foram tiradas no mesmo dia e dependendo do jogo de luz, a cor da água as fotos muda bastante, mas ela está bem escura mesmo.
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 2hmlu6a
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 3469qo4

Agora os relatos: à começar pelas plantas, bacopa sp, cabomba sp, hydrocotile sp. e echinodorus sp rubra não se adequaram as condições do aquário, começaram a amarelar e não se aguentaram. As demais... vão folhas e nascem mais, estão se desenvolvendo bem. Essa semana que vem entram as plantas flutuantes, as folhas secas e o fundo preto no aquário.

Sobre os parametros... se mantém estável ao que está marcado no setup, sem nenhuma alteração significativa.

E sobre as espécies... os P. Axeroldi já demonstram muita segurança no aquário, nadam e exploram tudo quanto podem e vivem aos tremeliques e carreiras entre eles. Os P. Weitzmani são bastante territoriais, não formam cardume e cada um fica no seu cantinho. Os machos que as vezes vão visitar as femeas e voltam rapido para seus territorios. Os Ottos são tranquilos, cativantes e nunca vi tamanha personalidade... por ora até parecem corydoras, pois as vezes nadam ao fundo como elas, mas não perdem por apreciar as algas e alimentos no vidro e folhas das plantas. O Bunocephalus é uma incógnita sempre até que se cresça... não dá pra saber por onde anda pois é pequeno, vive enterrado e é de hábito noturno.

E por fim os protagonistas... como era de se esperar, a prole nasceu, mas se tratando de primeira postura, não foi adiante por mais de uma semana. Nasceram (de uma quantidade aproximada de 100 ovos) apenas 20 alevinos em média e ontem sumiram os ultimos cinco que restavam.

O macho dominou novamente o território da femea ontem mesmo e deu início as investidas e cortejos a pequena guerreira, que não cede a ele e o enfrenta como se fosse outro macho. Laughing. Pois bem, chegando do serviço hoje, encontro uma cena não mais novidade... o macho noutro canto novamente, e lá está a femea, em menos de 24hs que seus filhotes sumiram, com uma nova desova na mesma toca, expulsando todo mundo de lá pra arejar os ovos.

Não imaginava que por serem peixes selvagens, conseguiria manter condições reprodutivas tão rápido e com uma frequencia dessas, apesar de saber que apistogrammas são muito prolificos em tese, estou maravilhado com esse meu casal que tem me dado alegria de contemplar e explorar essa montagem.

Por ora é isso... fiquem a vontade e comentem! very good

Abraço

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Ter Jan 20, 2015 11:24 am

Olá pessoal!

venho pedir a vossa opinião sobre a fauna... estava pensando em mudar (nada certo ainda), retirando os P. Weitzmani e colocar um par de P. Leopoldi.

Ou retirar os apistos e colocar um casal de D. Filamentosus que também são do biótopo, e mais o casal de Leopoldis. O que acham da idéia?

Abraço

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Edson Paveloski Junior em Ter Jan 20, 2015 1:08 pm

Eu só não retiraria os apistos, uma vez que já teve toda essa luta para conseguir formar o casal e conseguiu a desova. No mais, concordo.

Abraço

_________________
Edson Paveloski Junior

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Misterb
Edson Paveloski Junior
Edson Paveloski Junior
Administrador
Administrador

Mensagens : 2436
Data de inscrição : 19/08/2011
Idade : 30
Localização : Jandira-SP

http://www.ciclideosbr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Ter Jan 27, 2015 6:48 pm

Obrigado por seu comentário Edson, porém, não vou arriscar não... desisti dos Leopoldis por ora.

Bem pessoal,

Aconteceram as primeiras baixas... após a limpeza periódica do sump, e a inserção das plantas flutuantes, foram morrendo um a um dos otocinclus, só restaram dois. Sad

E para completar, ando desgostoso com a agressividade para com a fêmea de apistogramma, devido ao comportamento poligâmico dele... o bicho manda um assédio brutal e percebe que a fêmea ainda não está preparada para posturas e fuzila ela de pancadas   Bang Head No

Isso tem me deixado desanimado com a montagem de uma semana pra cá, pois até para comer ela tem tido dificuldade. Não sei o que se faça... estou pensando em deixar o macho por uns dias no sump para ver se ela domina as partes baixas do aquário e enfrenta-o quando ele retornar ao aquário.

E se não resultar, não sei que o que fazer. O bicho não se importa nada com os P. Weitzmani e P. Axeroldi. Ignora eles como se fossem plantas... de vez em nunca é que põe os tetrinhas a correr.

Espero que na mudança de layout e a retirada provisória dele, dê qualquer resultado satisfatório. Embarassed  

Abraço

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Lucas Duarte em Qua Jan 28, 2015 9:48 am

Sinto pela suas perdas amigo, acredito que logo as ferinhas se acalmem por aí.

Abraço e continuo acompanhando.
Lucas Duarte
Lucas Duarte
Moderador
Moderador

Mensagens : 4698
Data de inscrição : 15/09/2012
Idade : 38
Localização : Taubaté / SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Qua Jan 28, 2015 11:17 am

Obrigado Lucão!

assim espero também. very good

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Sex Fev 06, 2015 12:26 pm

Boas,

aqui as coisas continuam às modificações. Essa semana ganhei frutos de Sapucaia (Lecythis ollaria ou L. Pisonis):
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Images?q=tbn:ANd9GcTVC7uvK6hjVaMYw3ZNDkVPSjYINlQ6WujEx7cVSq5jB3NJw25B

Dão o mesmo aspecto aos cocos tratados e irão compor o layout novo, pois fazem contribuição ao biótopo também. As plantas que se mantém no aquário são as mesmas até o momento... 

Echinodorus Amazonicus;
Echinodorus macrophyllus;
Valisnéria Americana;
Ceratophyllum Demersum;
Pistia Stratoides; 
Salvinia sp;

Os peixes sofreram baixas e o aquário está assim, atualmente:

Peixes/Animais:
2 Apistogramma Hippolytae “wild” Rio Negro/Urubaxi (casal)
10 Paracheirodon Axeroldi “wild”
5 Poecilocharax Weitzmani
1 Bunocephalus Caracoideus "wild" Rio Solimões
2 otocinclus vestitus

O B. Caracoideus não sei se está vivo, pois é minúsculo e vive escondido/enterrado e não o vi mais. Rolling Eyes  

E ganhei também duas mudas bem caprichadas de Echornia Crassipes para compor a flora.
Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Eichhornia_crassipes_plant

O aquário ficou mais escuro  por conta das plantas flutuantes e talvez as plantas não se aguente, mas vamos ver como resulta. A ver se logo meto umas fotos melhores.  Laughing

Abraço.

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Lucas Duarte em Seg Fev 09, 2015 9:52 am

Fico acompanhando e aguardando as imagens amigo.



Abç.
Lucas Duarte
Lucas Duarte
Moderador
Moderador

Mensagens : 4698
Data de inscrição : 15/09/2012
Idade : 38
Localização : Taubaté / SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Seg Fev 09, 2015 10:57 am

Obrigado amigo, logo vou providenciar as imagens!

Mais informações sobre a montagem:

Nesse sábado pela manhã, a fêmea desovou novamente. Vamos ver como as coisas se encaminham. Para recompor a fauna entraram mais 3 Otocinclus Vestistus já que tinha morrido essa mesma quantidade.


Tenho pensado em deixar a montagem sem plantas nenhuma, com um visual mais "seco" e manter apenas as plantas flutuantes para compor o layout. 

Gostaria de opiniões. very good 

Abraço

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Emerson Souza Santos em Qui Fev 19, 2015 2:18 pm

Olá Amigos!


A desova não resultou em sucesso e novamente o casal, mesmo que "se aceitando mais", continuaram a brigar e, 
como andava um pouco descontente com o casal imprevisível e bem complexo de Hippolytae, decidi por buscar uma nova espécie e retirei os mesmos da montagem. Como se tratava de um aquário biótopo, o termo agora mudou para um temático, pois quem chegou nessas bandas foi as Nannacara Taenia.

Espécie bem rara por aqui e possui poucas informações pela web, mas posso afirmar que me cativaram muito mais que os apistogrammas. São de uma beleza e personalidade incrível, possuem "mutação de cores" repentinas e significativas ao humor que estão mostrando na hora. São bastante piscívoras aos invertabrados e caçam muito bem os caramujos e microvermes, como se fossem Altolamprologus... até o manejo de "cortejo" do casal, lembra os africanos... admirei demais essa espécie.

Minha intenção era mudar o foco do biótopo para as mesmas águas desses pequenos que cá nadam, e tentei a aquisição de um casal de Taeniacara Candidi que são nativas do mesmo habitat das nannacaras, mas para minha surpresa, na loja em que as encontrei, só tinhas Candidi fêmeas... Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Icon_sad 

Enfim, o vendedor que por telefone me disse que tinha casais, mostrou a variedade de anões que tinha lá, e lá estava uma espécie de apistogramma muito atrativa e até comum por aí... Apistogramma sp. Abacaxis. São de deixar boquiaberta a beleza dessa espécie e para se redimir, o vendedor me vendeu um trio pelo preço de um casal e eu me propus a pegá-los na hora.

Hoje o aquário está quase uma semana com a seguinte fauna:
3 Apistogramma sp. Abacaxis (Trio Wild Rio Abacaxis)
2 Nannacara Taenia (Casal Wild Santarém)
10 Paracheirodon Axeroldi (Wild Barcelos/Urubaxi)
5 Otocinclus Vestitus (wild Rio Solimões)

A ver vamos como as coisas se encaminham. Até hoje (quase uma semana) os territórios foram estipulados, não há problemas entre eles, pois o layout foi remodelado, os frutos de sapucaia foram colocados no aquário e tudo está se encaminhando bem. A flora que mantenho são as:

Valisnérias Gigantes (Talvez a sair)
Ceratophyllum Demersum
Echinodorus Parviflorus
Echinodorus Amazonense (muda em recuperação)
Pistia Stratoides
Limnobium Leavigatum (talvez a sair)
Salvinias sp. (talvez a sair).

Breve venho com novidades... talvez monte dois biótopos distintos, separando os anões, cada um num aquário para facilitar o manejo de reproduções futuras. Mas isso estou a ver ainda. Por ora, é isso. Comentem! Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] 023 

Abraço



PS:As plantas flutuantes Echornia Crassipes saíram por hora, mas logo vou tentar novamente mantê-las.

_________________
A precipitação é o início do fracasso e a paciência é o primeiro passo para o sucesso!!! Wink 

Tanganyika Village Aquarium - 144lts

M&Ms Mbunário Malawians - 280lts
Emerson Souza Santos
Emerson Souza Santos
Administrador
Administrador

Mensagens : 3821
Data de inscrição : 17/08/2011
Idade : 29
Localização : Itaquera, São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Alex Mendes em Sab Fev 21, 2015 12:03 am

Comentar.....o quê.....falta foto....hehehe.

Mas tenho certeza que deve estar chic demais....
Pesquisei a espécie, coisa linda hein.
Mas poê foto ai pra galera.

Abraços.
Alex Mendes
Alex Mendes
Astronotus ocelattus
Astronotus ocelattus

Mensagens : 693
Data de inscrição : 20/09/2011
Idade : 43
Localização : São Rafael, SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim] Empty Re: Rio Urubaxi - Um pedaço da Amazônia [Fim]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum